Sbras.Blog - O Jornalismo do Cidadão contra a Ditadura do pensamento único............................Publicação esporádica e ocasional que procura levar aos leitores informação sobre assuntos sociais, culturais, religiosos, políticos, desportivos, escolares, de saúde, de segurança, do património, do ambiente e outros, sobre o concelho de S. Brás de Alportel..................................Independente do poder politico e económico, aqui lê-se nos acontecimentos os sinais do tempo e presta-se atenção aos recantos mais ignorados.................................. Aqui ouve-se os anseios, aspirações ou queixas da população para a divulgação de informações e noticias de carácter não especializado........................................ Pseudo-jornalismo de Intervenção, de Proximidade e de Conveniência na defensa do interesse comum e o prestigio e desenvolvimento do concelho........................................Talvez por isso este seja único blog que a Câmara Municipal de S. Brás de Alportel não permite o acesso!...............................................

27 novembro 2005

Reabilitação da entrada norte














O município de São Brás de Alportel prossegue um conjunto de investimentos com vista à renovação urbana. Melhorar as condições de tráfego, as acessibilidades e a qualidade de vida dos munícipes são os principais objectivos prosseguidos pela edilidade.

Depois de concluída a 1ª fase da Circular Norte (recentemente inaugurada pelo Secretário de Estado Adjunto, das Obras Públicas e das Comunicações), que permitiu iniciar a renovação das entradas sul e poente de São Brás de Alportel, este plano vai entrar numa nova fase, com a reabilitação da entrada norte. O projecto encontra-se aprovado e em fase de concurso, com base de licitação no valor de 380.020,00 euros, acrescido de IVA.

A obra consta da renovação urbana da entrada norte de São Brás de Alportel, desde a Rotunda do troço B da Circular Norte (na EN2) até ao Largo S. Sebastião, contemplando a renovação e ampliação dos passeios existentes, a construção de novos passeios e de zonas de estacionamento, a pavimentação das ruas, instalação de mobiliário urbano e plantação de árvores, a relocalização de sumidouros e o enterramento de redes eléctricas de baixa tensão e iluminação de pública.

CM-SBA/Marlene Guerreiro - 2005-07-15 14:40:12
"In a Voz de Quarteira"

26 novembro 2005

Associativismo 2004 - Para recordar 1

Câmara Municipal apoia associativismo

O apoio ao associativismo é um objectivo central da Câmara Municipal de São Brás de Alportel. Pólos de desenvolvimento cultural e desportivo, escolas de cidadania e de participação activa na sociedade, as associações e colectividades são motores dinamizadores do concelho, e por isso merecem da parte da edilidade são-brasense, um forte apoio do município, logístico e financeiro, dentro das parcas possibilidades do município, que é, no Algarve, aquele que menores verbas recebe, relativamente a transferências do Orçamento de Estado.

Em início de novo ano, no dia 21 de Janeiro foram atribuídas, em reunião de Câmara, as verbas destinadas a subsidiar algumas associações e colectividades sedeadas no concelho, tendo por base um conjunto de critérios de avaliação dos seus planos de actividade, entre os quais se figuram a formação desportiva dirigida aos jovens são-brasenses, a diversidade de modalidades desportivas e de actividades desportivas e ou culturais desenvolvidas e também a diversidade de públicos a que se destinam as mesmas, e a própria dinâmica associativa.
Pretende-se fomentar o trabalho conjunto entre a autarquia e as associações, de forma a rentabilizar recursos disponíveis e diversificar a oferta desportiva e cultural no concelho. É também este o objectivo que deu origem à criação dos Observatórios Municipais do Desporto e da Cultura.

Subsídios mensais atribuídos, em reunião de 21 de Janeiro:
Associação Cultural Sambrasense - €350,00;
Associação de Agricultores do concelho de S. Brás de Alportel - €500,00.
Associação Jovem Sambrasense - €1.750,00.
Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de São Brás de Alportel - €7.490,00.
Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores da Câmara Municipal e Junta de Freguesia de São Brás de Alportel - €1.750,00.
Delegação Regional do Baixo Alentejo e Algarve da Associação de Industriais e Exportadores de Cortiça - €300,00.
Grupo Desportivo e Cultural de Machados - €2.000,00.
Sociedade Recreativa 1º de Janeiro - €1.650,00;
União Desportiva e Recreativa Sambrasense - €2.750,00.

O Museu do Trajo do Algarve, pertença da Casa da Misericórdia de São Brás de Alportel, por constituir um pólo cultural de grande importância no concelho, recebendo anualmente a visita de milhares de turistas, sendo o único no seu género no sul do País, recebe da Câmara Municipal um forte apoio, consubstanciado num subsídio mensal, no valor de €1.500,00.

Para além destes subsídios mensais atribuídos a associações, que, dada a sua dinâmica, realizam valores mais elevados de despesas, a Câmara Municipal atribui subsídios anuais e pontuais às demais associações, num concelho que conta com mais de 3 dezenas de associações e colectividades e onde o movimento associativo.

Cerimónia de atribuição de apoios ao associativismo

No dia 26 de Janeiro, decorreu no Salão Nobre da Câmara Municipal, a cerimónia protocolar de atribuição de apoios ao associativismo, na qual foram assinados os vários contratos-programa entre o Município e várias associações sedeadas no concelho: Associação Cultural Sambrasense, Associação Jovem Sambrasense, Casa da Cultura António Bentes, Grupo Desportivo e Cultural de Machados, Sociedade 1º de Janeiro e União Desportiva e Recreativa Sambrasense.

Marlene Guerreiro - CM/S. Brás de Alportel - 2004-02-10 20:23:04

"In a Voz de Quarteira"

20 novembro 2005

Tachos, tachinhos e tachões!... - Parte 2

António Eusébio já formou e organizou a sua equipa de trabalho para concretização do programa “Novos Desafios”


António Eusébio, reeleito como Presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, nas eleições autárquicas do passado dia 9 de Outubro, já formou a sua equipa de trabalho, que o apoiará na execução do programa “Novos Desafios – Construir o futuro com todos os são-brasenses”.

A cerimónia de tomada de posse dos eleitos locais realizou-se no Salão Nobre dos Paços do Concelho, no passado dia 24 de Outubro, à qual se associaram cerca de duas centenas pessoas, entre as quais deputados, directores regionais, dirigentes associativos regionais e locais.

Os actos de instalação dos órgãos municipais foram presididos pelo Dr. Correia Martins, então Presidente da Assembleia Municipal cessante e novamente eleito para um novo mandato de 4 anos. Na primeira sessão da Assembleia Municipal foram eleitos para a Mesa da Assembleia o Dr. João Guerreiro, como 1º Secretário, e a Dr.ª Maria Eugénia Narra, como 2º Secretário. A Assembleia Municipal ficou assim constituída por 10 deputados municipais eleitos pelo Partido Socialista, 4 eleitos pelo Partido Social Democrata e 1 eleito pela Coligação Democrática Unitária, integrando igualmente este órgão o Presidente da Junta de Freguesia de São Brás de Alportel, David Gonçalves, eleito pelo Partido Socialista.

Após a tomada de posse dos membros da Assembleia Municipal, seguiu-se a tomada de posse dos membros do novo executivo camarário: Eng.º António Eusébio, 39 anos, no cargo de Presidente, e os Vereadores Vitor Guerreiro, 35 anos, Dr.ª Judite Neves, 42 anos, e Dr.ª Marlene Guerreiro, 27 anos, eleitos pelo Partido Socialista e o Dr. Joaquim Mendoza, eleito pelo Partido Social Democrata.

Novo executivo municipal mantém política de proximidade aos cidadãos

Atendendo à dimensão do município, o Presidente da Câmara Municipal nomeou como vereadores a tempo inteiro Vítor Guerreiro e Judite Neves.
Vítor Guerreiro, que foi vereador a tempo inteiro no mandato anterior, assume no actual mandato as funções de Vice-Presidente, e tem funções de gestão nas áreas do Ambiente e Saneamento Básico, do Património, Cultura e Ciência, da Saúde, dos Tempos Livres e Desporto, das Oficinas Gerais e Viaturas, do Trânsito e Sinalização, dos Transportes Públicos e Municipais e dos Espaços Verdes. No seu Gabinete de Apoio mantém-se nas mesmas funções de Secretária a Dr.ª Custódia Reis, 39 anos, jurista.

Judite Neves, que foi também vereadora a tempo inteiro no mandato anterior desde os finais de 2003, assume neste mandato funções de gestão nas áreas da Educação, da Acção Social, da Habitação, da Defesa do Consumidor, dos Mercados e Feiras e das Contra-Ordenações.

António Eusébio, Presidente da Câmara Municipal, assume as restantes funções, nomeadamente nas áreas da Segurança e Protecção Civil, da Representação Municipal, do Planeamento, Ordenamento do Território e Urbanismo, da Promoção do Desenvolvimento, das Obras Municipais, Equipamentos, Rede Viária e Infra-estruturas Públicas, da Administração e Finanças, da Gestão de Recursos Humanos, da Gestão do Património Municipal, do Turismo e da Energia.

Para o seu Gabinete de Apoio Pessoal, o edil nomeou como Chefe de Gabinete o seu ex-Adjunto, Dr. João Costa, 33 anos, pós-graduado em Sociologia, funcionário público e ex-Adjunto do Director do Centro Distrital de Segurança Social de Faro no último Governo de António Guterres. Para o cargo de Adjunto, foi nomeada Dora Barradas, 38 anos, técnica profissional de 2ª classe do quadro da autarquia desde 1995, e ex-Secretária da Vereação. Como Secretária mantém-se mas mesmas funções Idalina Dias, 37 anos, assistente administrativa especialista do quadro da autarquia desde 1991.

“Os Novos Desafios que o Partido Socialista apresentou aos são-brasenses serão de hoje em diante os princípios orientadores da gestão na autarquia.”
António Eusébio reafirmou a sua vontade para levar em diante o projecto iniciado há quatro anos atrás, para desenvolver São Brás de Alportel e dar mais qualidade de vida aos são-brasenses. “Muitos desafios foram alcançados nos últimos quatro anos, fruto de uma gestão autárquica rigorosa e de um planeamento cuidado: na educação, nas vias de comunicação, na renovação urbana, no ambiente, na cultura, no património. Mas queremos ir mais longe, queremos levar São Brás rumo a Novos Desafios, na construção de um futuro com mais desenvolvimento, com mais qualidade de vida, com mais solidariedade, com melhor ambiente, com mais crescimento económico.”
Manhãs do Munícipe

Dando continuidade à política de proximidade aos cidadãos, assumida desde o primeiro mandato, o executivo liderado por António Eusébio, prossegue a realização das “Manhãs do Munícipe” – duas manhãs dirigidas exclusivamente ao atendimento público – às quintas e sextas-feiras de cada semana, entre as 09h00 e as 13h00m.
As reuniões de câmara ordinárias serão realizadas na primeira e na terceira Terças-Feiras de cada mês, a partir das 14h30m, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, sempre com um período aberto à intervenção do público.

Marlene Guerreiro / CM São Brás de Alportel - 2005-11-09 15:49:18

IN: A Voz de Quarteira – on-line

18 novembro 2005

Centro de Medicina Física abre as portas em 2006

Centro de Medicina pode criar poucos postos de trabalho para sambrasenses...

O Centro de Medicina Física e Reabilitação do Algarve, em São Brás de Alportel, deverá abrir as portas em Setembro de 2006, disse Rui Lourenço, presidente da Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, adiantando que o único grupo privado interessado em fazer a parceria é o Grupo Português de Saúde.

O concurso público para os candidatos apresentarem as propostas de gestão do centro de reabilitação do Algarve durante sete anos foi aberto em Maio passado.

O Centro de Reabilitação de São Brás de Alportel, que ocupa as antigas instalações do sanatório, é uma das cinco unidades hospitalares cuja prioridade o actual Ministério da Saúde nunca pós em causa, como aconteceu com o Hospital Central do Algarve.

A nova unidade hospitalar, que não receberá urgências, fará parte de uma rede de centros de medicina física do País, terá 54 camas para adultos e estará preparado para fazer internamentos, em média, de três meses.

A empresa que fique a gerir o centro de reabilitação algarvio, pelo custo estimado em 38.755 milhares de euros, será também responsável pela instalação de equipamento e contratação de médicos, enfermeiros e técnicos.

Os recursos humanos recomendados para os centros de reabilitação são oito fisiatras, 32 enfermeiros, 18 fisioterapeutas, cinco terapeutas ocupacionais, dois terapeutas da fala, um dietista e um ortocromático, dois psicólogos e dois assistentes sociais.

"In Observatório do Algarve.com - 16/11/2005"

NOTA REDACÇÃO:

Perante esta noticia parece-nos claro que, a criação de uma centana de postos de trabalho "prometidos" por António Eusébio não será para os desempregados São-brasenses... infelizmente.

Poucos serão os que, com sorte, arranjaram trabalho no Centro de Medicina nas áreas da limpeza e manutenção. Vamos aguardar para ver...

Também o desenvolvimento económico e a melhoria da actividade para a restauração, e sectores comercial e até imobiliário, com a vinda do Centro de Reabilitação poderá não passar de promessas politicas, pois na prática poderá não ser assim, veja-se o exemplo do PARQUE MANOBRAS!...

15 novembro 2005

Tachos, tachinhos e tachões!...

Esposa do Presidente é sua nova adjunta!...

O presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, o socialista António Eusébio, nomeou a sua esposa, Dora Barradas Eusébio, para sua adjunta.

Uma “situação estranha” para o vereador do PSD Joaquim Mendonça, mas que o presidente defente como totalmente legitima e natural.

Segundo António Eusébio, Dora Barradas “já é funcionária da Câmara Municipal há 15 anos e é uma conhecedora profunda de toda a Câmara e da realidade sambrasense”. Já havia mesmo dado apoio “ao anterior presidente” e assumiu várias posições de destaque, nomeadamente na organização de eventos culturais.

Segundo o autarca, a nomeação vem no seguimento de uma “reestruturação do gabinete de apoio pessoal do presidente”, feito ao abrigo da Lei em vigor, que considerou necessário efectuar.

Entre outras medidas, foi criada a “figura” do chefe de gabinete, que passou a ser ocupada pelo anterior adjunto do presidente, João Costa, que assim deixou o lugar em aberto.

A escolha da sua esposa para este lugar nada tem de estranho, para António Eusébio. “São cargos de confiança pessoal e todos os escolhidos têm dinâmica e competência técnica para o seu desempenho”, garante. Aliás, adianta, todos os membros que estão agora no seu gabinete “já faziam parte do mesmo” no anterior mandato.

Joaquim Mendonça, vereador social-democrata, considera que não é “de bom-tom” escolher uma pessoa com ligações familiares com o presidente para um cargo de tal importância, adiantando que irá comentar esta decisão de António Eusébio “em sede de autarquia” e na condição de vereador.

Miguel Freitas, presidente da Federação do Algarve do PS, prefere não comentar a situação.

Por fim recorde-se que António Eusébio venceu em Outubro passado as eleições autárquicas em São Brás de Alportel, pela segunda vez consecutiva, com uma vantagem confortável.

“In Barlavento – 10/11/2005”

NOTA DA REDAÇÃO:

Um bom exemplo do que pode dar as maiorias absolutas…

Talvez por receio a comentários menos bons, todo este processo de nomeações foi feito de forma “camuflada”, mas não podemos deixar de sublinhar que está tudo dentro da legalidade.
No entanto achamos que não havia necessidade...

Se é verdade que, quer Dora Eusébio, quer João Costa já faziam “parte” do gabinete do presidente no anterior mandato, também o é que nenhum deles era remunerado da mesma forma que vai passar a ser. E para uma autarquia que se queixa de falta de dinheiro, parecem-nos um pouco extravagantes estas nomeações...

A Maioria Absoluta que António Eusébio obteve, permite-lhe isto e muito mais…

10 novembro 2005

DISTRIBUIÇÃO DE PELOUROS NA AUTARQUIA


Vítor Guerreiro e Judite Neves continuam como vereadores e tempo inteiro na autarquia são-brasense




Vítor Guerreiro assume no actual mandato as funções de vice-presidente e tem funções de gestão nas áreas do Ambiente e Saneamento Básico, do Património, Cultura e Ciência, da Saúde, dos Tempos Livres e Desporto, das Oficinas Gerais e Viaturas, do Trânsito e Sinalização, dos Transportes Públicos e Municipais e dos Espaços Verdes.


Judite Neves assume neste mandato funções de gestão nas áreas da Educação, da Acção Social, da Habitação, da Defesa do Consumidor, dos Mercados e Feiras e das Contra-Ordenações.


O presidente da Câmara Municipal, António Eusébio, assume as restantes funções, nomeadamente nas áreas da Segurança e Protecção Civil, da Representação Municipal, do Planeamento, Ordenamento do Território e Urbanismo, da Promoção do Desenvolvimento, das Obras Municipais, Equipamentos, Rede Viária e Infra-estruturas Públicas, da Administração e Finanças, da Gestão de Recursos Humanos, da Gestão do Património Municipal, do Turismo e da Energia.



NOTA DA REDACÇÃO:

Distribuidos os pelouros na Autarquia, comprovamos que:
O Sr. Presidente tem a seu cargo 11 pelouros, o Vice tem 8 pelouros ficando os restantes 5 para a Dra. Judite.
Cá para nós, são pelouros a mais para uma só pessoa...

Já não nos admira que alguns destes pelouros a gestão seja no minimo deficiente, pois compreendemos que é dificil gerir tantos e tão diferentes pelouros, por isso deixamos aqui a sugestão de incluir a vereadora Marlene na Gestão da Autarquia.

Sabemos que apenas existe lugar para dois vereadores a tempo inteiro na C.M., mas de certeza que se o PS estivesse interessado arranjaria maneira de conseguir mais este "tachinho" para a Dra. Marlene, nem que fosse só por meio tempo... Razões ponderosas existem e não há ninguém no PS que mereça mais, relembramos que o trabalho efectuado pela Dra. no GIDI permitiu que o nosso Presidente tivesse uma vitória esmagadora nas ultimas eleições.

Veja lá Sr. Presidente... tendo em conta o que já lhe "deu", ela merece isso e muito mais!



08 novembro 2005

PIDDAC 2006 - SÃO BRÁS DE ALPORTEL


PIDDAC INICIAL 2006 - REGIONALIZAÇÃO

SÃO BRÁS DE ALPORTEL -
TOTAL = 481 611 €uros





PROJECTOS/SUBPROJECTOS:

CÂMARA MUNICIPAL - (MIN. CULTURA - IPLB - 2001 - 2006)
REDES CULTURAIS = 2 443 €.

CENTRO REGIONAL DE MEDICINA FÍSICA E DE REABILITAÇÃO DO SUL - (MIN. SAUDE - ARSALG - 1999 -2006)
REDES DE REFERENCIAÇÃO HOSPITALAR = 10 000 €.


EB 2,3 POETA BERNARDO PASSOS - (MIN. EDUCAÇÃO - DREALG - 2006 -2006)
APETRECHAMENTO DAS INSTALAÇÕES PARA OS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO DA REGIÃO ALGARVE = 123 190 €.

EB 2,3 POETA BERNARDO PASSOS (AMPLIAÇÃO) - (MIN. EDUCAÇÃO - DREALG - 2006 -2006)
INSTALAÇÕES PARA OS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO DA REGIÃO ALGARVE = 205 478 €.

ES JOSÉ BELCHIOR VIEGAS -(MIN. EDUCAÇÃO - DREALG - 2006 -2006)
APETRECHAMENTO DAS INSTALAÇÕES PARA OS ENSINOS BÁSICO E SECUNDÁRIO DA REGIÃO ALGARVE = 24 500 €.

INTERVENÇÕES NO CONCELHO DE S. BRÁS DE ALPORTEL
- (MIN. EDUCAÇÃO - DREALG - 1998 - 2006)
CONSERVAÇÃO E REMODELAÇÃO DO PARQUE ESCOLAR DA REGIÃO ALGARVE = 116 000 €.


NOTA DA REDAÇÃO:


Confirma-se a escassez de verbas provenientes da PIDDAC para 2006, este ano é de 481 000 €uros (aproximadamente 96.5oo contos nos saudosos escudos).

A Câmara apenas vai receber 2.443 €uros (cerca 490 contos), enquanto a maior fatia é destinada ás escolas do concelho. Para as obras e ampliação e apetrechamento da Escola Basica 2,3 são no total 328.688 €uros (quase 66 mil contos) e para a Escola Secundária, 24.500 €uros (quase 5 mil contos), ainda dentro do Projecto de Conservação e Remodelação do Parque Escolar Algarvio, São Brás vai receber mais 116.000 €uros (cerca de 23.500 contos).

Quando acabar estes projectos (final de 2006) São Brás de Alportel estará dotado do melhor parque escolar do PAÍS... esperamos!...

07 novembro 2005

Parques Estacionamento, para quando?....

Em Julho, a Câmara Municipal anunciava a Criação de Parques de Estacionamento num comunicado que rezava assim:


De modo a colmatar a escassez de estacionamento na zona histórica da vila, o executivo da Câmara Municipal tem vindo a desenvolver esforço para a criação de um Parque de estacionamento a poente do edifício da Câmara Municipal, para servir os munícipes e demais utentes dos serviços municipais e de outros serviços localizados naquela zona da vila, bem como todos os turistas que se dirigem ao coração histórico da vila.

Neste sentido, a Câmara Municipal tem vindo a proceder à aquisição dos necessários terrenos para a implantação do Parque, que deverá ser uma realidade a curto prazo, para responder às necessidades dos munícipes.

"Gabinete de Informação, Documentação e Imagem da CM de SBA, Julho 2005"




NOTA DA REDACÇÃO


Usando uma frase que ouvimos durante as passadas eleições:

" CONTINUAMOS Á ESPERA!..."


E enquanto esperamos fica aqui uma sugestão:
Estacionamento RE-Partido...


U
ns por cima outros por baixo e os restantes ficam no meio...
A solução para a falta de estacionamento :)


02 novembro 2005

As Obras Prosseguem...

Prossegue a renovação urbana da vila de São Brás de Alportel. Depois da construção da 1ª fase da Circular Norte, que permitiu iniciar a renovação das entradas sul e poente, vai ser reabilitada a entrada norte de São Brás de Alportel. O projecto encontra-se aprovado e em fase de concurso, com base de licitação no valor de com base de licitação no valor de 380.020, 00 euros, acrescido de IVA.

A obra consta da renovação urbana da entrada norte de São Brás de Alportel, desde a Rotunda do troço B da Circular Norte (na EN2) até ao Largo S. Sebastião, contemplando a renovação e ampliação dos passeios existentes, a construção de novos passeios e de zonas de estacionamento, a pavimentação das ruas, instalação de mobiliário urbano e plantação de árvores, a relocalização de sumidouros e o enterramento de redes eléctricas de baixa tensão e iluminação de pública.

Julho 2005

Gabinete de Imagem, Documentação e Informação
Câmara Municipal de São Brás de Alportel


NOTA DA REDACÇÃO:

S. Brás espera ansiosamente por mais este ordenamento urbano, certamente esta entrada de São Brás irá ficar muito mais bonita...

No entanto estou apreensivo!... com tanta ansia da Autarquia em fazer, e não de fazer bem, muitas vezes pouco fica bem feito... entenderam?!...

Eu explico: Espera este reporter que desta feita as arvores, o estacionamento e o mobiliário urbano não tire o lugar aos passeios...
Veja-se a obra da entrada Sul, no trajecto entre a Rotunda da Bomba da Gasolina e a Rotunda do Presépio (de onde roubaram o burro, lembram-se?!) estão plantadas arvores, sinais de transito e mobiliario urbano em cima dos passeios, obrigando em algumas partes o peão que empurra uma cadeira de bebé por exemplo a andar na estrada. Nada bonito para uma Obra recém-inaugurada...


Vamos lá ter mais atenção, srs. Autarcas....



01 novembro 2005

Acabou-se o dinheirinho... ai agora!...

Os números do orçamento concelho a concelho

O distrito de Faro vai ter menos 90 milhões de euros no próximo ano. Uma descida justificada pela crise que deixa de parte alguns investimentos de topo para o Algarve. Entre os oito milhões e os 25 mil euros, conheça os valores atribuídos no Orçamento de Estado de 2006 e os maiores investimentos previstos para a região.

A capital de distrito recebe a maior fatia do orçamento de estado para o Algarve, 8.488.536 euros. As obras da Universidade, o programa Pro-Algarve e a CCDR-Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional recebem mais de metade dos valores previstos para Faro, segundo o PIDDAC-Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central

Loulé é o concelho que se segue com quase sete milhões de euros, destinados maioritariamente às acessibilidades e à conclusão da variante junto às quatro estradas.

Conhecidos os parâmetros do OE, constata-se que o hospital central e a faculdade de medicina foram adiados.

Albufeira conseguiu 3.776.039 euros para investir, sobretudo, na área educacional. A criação de instalações de ensino é prioridade neste concelho com um investimento superior a dois milhões de euros.

Portimão é o quarto concelho do Algarve em termos de valores orçamentais para 2006 com 3.305.715 euros. O porto da cidade destaca-se por ser o valor mais expressivo deste concelho no PIDDAC.
Mais de metade do que é atribuído a Olhão vai para a construção de unidades terapêuticas de toxicodependência, um problema grave do concelho que merece uma atenção especial, num orçamento com cerca de 3 milhões de euros.

O Polis e as acessibilidades absorvem grande parte dos valores concedidos a Silves. Dos cerca de 3 milhões de euros estabelecidos para o município, 1.202.103 destinam-se à componente quatro do POLIS e cerca de um milhão aos acessos.

A navegabilidade do rio Guadiana e a intervenção nos portos do sul são os grandes investimentos em Vila Real de Santo António que vai receber 2.357.120 euros. Tavira segue-se no OE2006 com 1.722.998 euros, destacando-se o quartel da GNR por receber o valor mais alto do concelho.




São Brás de Alportel passa para a casa dos milhares com 481 mil euros destinados, maioritariamente, à EB2,3 Poeta Bernardo Passos. Lagoa foi contemplada com pouco mais de 255 mil euros e Monchique não chegou aos 150 mil.


Castro Marim vai receber 97.500 euros para o próximo ano e Aljezur cerca de 96 mil euros, grande parte será aplicada na ampliação da escola básica. A Vila do Bispo foram atribuídos 62.500 euros e Alcoutim aparece no fim da lista com 25 mil euros que terá de gerir ao longo de 2006.

"in Observatório do Algarve"


Confirma-se assim que este ano não há dinheirinho para grandes obras...
A capacidade de gestão é fundamental para manter o ritmo de desenvolvimento, é nestas alturas que se evidenciam os grandes autarcas, ou não...

Creative Commons License

Estado do Tempo, Gralheira, SB Alportel

E-mail

Firefox 2

Firefox 2

Solidariedade

O nosso Clone?
  • Alma-Algarvia
  • (na versão Câmara Municipal)

  • GDC Machados
  • UDR Sambrasense
  • Grátis

    Grátis

    Depósito do Calvin

    Snoopy

    Tiras do Zero

    Locations of visitors to this page

    Firefox 2

    Get Firefox!

    Alternative Browser Alliance

    StopIE.com - Stop Internet Explorer

    Powered by Blogger

    Local Blogs - Blog Top Sites

    ecoestadistica.com