03 dezembro 2006

Urgências do Centro de Saúde vão encerrar


É Oficial. Segundo a Administração Regional de Saúde do Algarve
Urgências (SAP) do Centro de Saúde de São Brás de Alportel vão encerrar!

A ARS Algarve tendo em vista a Reorganização dos Serviços de Saúde no Centro de Saúde de São Brás de Alportel, vai encerrrar o Serviço de Atendimento Permanente (Urgências).

A Reorganização dos Serviços de Saúde para São Brás de Alportel foi discutida numa reunião em Faro, onde participaram o Conselho de Administração da ARS Algarve, a Sr.ª Coordenadora da Sub-Região de Saúde de Faro e os Presidentes da Câmara e da Assembleia Municipal de São Brás de Alportel. Desta reunião resultou a proposta final para a reorganização da prestação de cuidados de saúde no concelho de São Brás de Alportel que inclui o encerramento definitivo do Serviço de Atendimento Permanente (SAP) do Centro de Saúde em 2007.

O encerramento do S.A.P. não recebeu contestação por parte da edilidade São-brasense!

Contamos-lhes mais, pra semana aqui no sbras.blog!

33 comentários:

Anónimo disse...

Também não servem para nada.
Fechem já essa porcaria!

Calimero

Anónimo disse...

não tem um raio-X ou analises e sempre que a coisa é mais complicada temos que ir para o hospital em faro, visto assim até tava de acordo, mas e depois o que vai acontecer às dezenas de avózinhos que precisam daquilo todos os dias, como é que vão para faro? de taxi ou ambulancia? os bombeiros iam se ver aflitos para responder a todos os pedidos! Sabia que isto estava para acontecer, todos os dias nas noticias há mais um hospital, serviço de urgência ou sap dos centros de saúde que fecha, não pensava era que seria tão breve! Se isto for verdade só nos resta pedir a deus que nada nos aconteça!


Magi

Anónimo disse...

É a politica nacional para a saúde, ao serviço da população!
E em S. Brás nem sequer foi contestada!
É a uma verdadeira sintonia politica!

Mais uma excelente iniciativa dos sr.s presidentes Eusébio e Correia Martins sempre ao serviço da terra que tanto amam!
Viva o PS! Viva! Viva!
Viva o Tó Paulo! Viva! Viva!
Viva o Correia Martins! Viva!
PS! PS! PS! PS! E o maior!

Fóóoooooonnnix!!!!
Sem Espinhas

Anónimo disse...

ò JUIZ

Vem aí a tua ambulância do INEM!!! he he he
São capaz de vir duas ou três ambulancias pra S.bras!
E começares a vir Às instruções e
Se te portares bem
talvez te deixem conduzir uma vez!
he! he! he! he! he!

Anónimo disse...

Isto é a sério???????
Vai mesmo fechar o Centro de Saúde????


Bo$$

Anónimo disse...

Acho que o que vai fechar não é o Cenro de saúde, mas sim o Atendimento Permanente. O mesmo, creio, já aconteceu no centro de saúde de Faro, o que é, sem dúvida, uma ideia BRILHANTE porque vai contribuir ainda mais para a desorganização que é o hospital de Faro.Deviam tentar pensar, só uma vez que fosse, que estas medidas não levam a lado nenhum, muito pelo contráio, só servem para prejudicar a população e o serviço de atendimento nos centros hospitalares - que, diga-se de passagem, já é péssimo

«Tuala»

Anónimo disse...

é uma vergonha!!!!
Tenham vergonha sr. presidente da camara!

Sr. Correia Martins tenham uma palvra seria e tome medidas sérias 1 vez na vida!

dp ainda vêm pedir votos e dz que são pessoas serias e que lutaam pelos direitos do pessoal... Kd na verdade nada dizem ou fz... Assumam a vossa irresponsabilidade nesta matéria.

É + uma palhaçada... Votem mais neles, votem...

Haja vergonha.

Sambrasenses vamos p rua fazer barulho e acabar com estas fantochadas tds.

Corta-se o dedo vamos p Faro ou Loulé. Tem-se um ataque cardiaco e mora-se na serra e até k a ambulancia chegue a casa da pessoa e dp ao centro de saude morre-se 2 ou 3 vezes...

k vergonha de terra k não contesta nada. k vergonha de politicos e de pais o meu e o nosso!

UM UTENTE DO CENTRO DE SAUDE DE SBA

Anónimo disse...

Deviam era fechar a Casa de repouso e de saúde de S. Bras de Alportel nos Machados. Sabem Porquê? Porque em vez de se tratar de uma casa onde tratam bem as pessoas aquilo mais parece um Matadouro. Os idosos estão constantemente a cair das camas, partindo ossos e ficando mal tratados (pois o Sr Ernesto infelizmente não tem dinheiro para comprar protecções), os acamados ficam cheios de escaras devido ao desleixo e maus cuidados que recebem, pois as empregadas não dão para as encomendas.Para agravar a situação o dono quer reduzir o pessoal que já de si é pouo e que ganha uma miséria. É dito ás pessoas quando procuram o lar que existe um bom serviço de enfermagem. Onde está esse bom serviço? Segundo consta a enfermeira que dá apoio passa lá de fugidinha uma vez por semana. Será que o Sr dono do lar quer enriquecer ainda mais à custa dos velhotes que pagam fortunas por lá estar? Tenha mas é um pouco de humanismo e faça do lar um sitio agradável e de qualidade pois dinheiro de certeza não lhe falta e o valor que os residentes pagam é mais que suficiente para melhorar as suas condições de vida.

OIndependente disse...

O SAP aberto só servia para o Estado gastar aos 50 contos por noite aos médicos e enfernmeiros e mandarem-nos depois para o HDFaro.

Anónimo disse...

Fechem! fechem tudo!
Fechem o centro d saúde, fechem as escolas , as lojas , o mercado.
Mas fechem também a loja dos chineses!

Fechem também o nosso país!!!
Depois vamos todos para Espanha.

Anónimo disse...

Vendo bem a culpa é mais depressa do povo...porquê?
Pela simples e boa razão que o povo da nossa terrinha são uma cambada de cobardes e lembe botas...são capazes de passar uma vida inteira a criticar sem ter uma unica iniciativa de fazer qualquer coisa...
Ninguém nesta terra tem coragem para organizar uma manifestação contra o encerramento das urgências...mas se for p'ra copofonia ja ha malta que chegue...gosto muito de S.Bras ,é a minha terrinha...mas cada vez estou mais desiludido com os sambrasenses...copofonia,bola e rotundas...


com espinhas

Anónimo disse...

pelos vistos a Câmara já sabia disto desde o inicio de Novembro!!!!!
Quando é que pensavam contar ao povo?
Dia de São Nunca à tarde logo depois da placa de fechado aparecer na porta das urgencias do centro de saúde????
Sr. António Paulo gosta muito de deixar o povo burro e desinformado, quanto menos sabemos mais manobraveis somos!
Parabéns sr. Presidente tem feito um bom trabalho!

ass: o Socialista Desiludido

ps- parabéns ao blog por toda a informação que nos vai dando!...
não são culpados da má lingua dos comentadores, mas podia ser mais exigentes em relação aos comentários.

Anónimo disse...

felizmente temos governo neste país, felizmente temos governo na nossa camara municipal, felizmente este país caminha na senda do modernismo e do progresso, já sabemos que custa mexer no renga renga habitual e fazer funcionar as instituições.
Já que os anteriores governos PS e PSD nada fizeram, existe agora um governo que quer endireitar o país e já está tudo contra.
vejam o desenvolvimento da nossa terra que veio cá há quatro anos não conhece S.Brás de modificado para melhor que está é mentira?
O Centro de Saúde é uma das instituições que irá ser melhorada, vamos acabar com o servilismo e praticar verdadeira política de saúde
viva o PS viva S.Brás, e deixar os más línguas continuarenm a querer manifestações, deviam era ir apanhar azeitona o tempo em que querem ir fazer manifestações.

polónio 10

Anónimo disse...

O que importa é ajudar os amigos, lá no centro não há amigos, por isso pode-se fechar. Não é como na "Biblioteca Municipal A Amiga Olga". Qual Estanco Louro, não é nome que se dê.

Anónimo disse...

Livraaaaa, este gajo anda mesmo vidrado com a amiga olga e a biblioteca! Cá pra mim tás apaixonado e ela não te liga! Saí de cima meu! A gaja tá a pôr cego!
Nem vês os amigos a passarem! O novo Director do Centro de Saúde é aquele doutor que acompanhava o eusébio nos comissios, lembras-te? quando se quer há sempre mais um lugar para um amigo!

Toma_Lá

Anónimo disse...

Bom pessoal o melhor é a gente aderir a um desses seguros medicos tão em moda agora!

Anónimo disse...

polonio 10 disse:
vejam o desenvolvimento da nossa terra que veio cá há quatro anos não conhece S.Brás de modificado para melhor que está é mentira?

-----

Passaste-te de certeza! o que que tá melhor em quatro anos? duas estradas novas com via para bicicletas em cima do passeio? uma reabilitação urbana com despejos e demolições? Obras concluidas que não abrem? escolas a funcionar com metade das auxiliares? Epá tou um pouco negativo eu sei, mas é porque as grandes coisas feitas nos ultimos 4 anos estavam planeadas fazer há mais de 10 anos!!!! vivo à demasiado tempo em s.bras e o que vejo deste presidente é muito trabalho de imagem, muita conversa fiada e muita disponibilidade em aproveitar as oportunidades que lhe apresentam outras instituições ou o governo, o que já é bom! Agora Planeamento e Gestão com visão sustentevel a Longo Prazo? tá quieto tá!!
Umas festas, muita musica, floreiras e banquinhos na rua, alegram muito mas não me animam! Continuo a espera do Parque Industrial, do mercado Municipal reabilitado, do terminal Rodoviário, da Praça de Taxis, do centro Comercial ao Ar livre e outras tantas promessas que já tem barbas de tão velhas que são!
É como o governo, quanto mais diz que isto está melhor, mais tezo anda o pessoal! Ainda querem que um gajo faça seguros de saúde?! Vai-te embora ó melga!

Calimero

Cusco disse...

Consta que a repartição de finanças poderá seguir o mesmo caminho: fechar também...
Já alguém ouviu falar disso?

Anónimo disse...

Se quiser postar um artigo e não um comentário como faço?

Anónimo disse...

Reorganização dos serviços no Centro de Saúde de Faro está a ser um sucesso, diz a ARS

barlavento On line
4 de Dezembro de 2006 | 14:53

O Centro de Saúde de Faro deu mais consultas entre o início de Junho e o final de Outubro deste ano do que em igual período do ano que passou.

Um indicador que, na visão da Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, revela que a reorganização dos serviços prestados por aquela unidade de saúde foram uma aposta ganha.

Cerca de seis meses depois de ter decidido fechar o Serviço de Atendimento Permanente (SAP) do Centro de Saúde de Faro no período das 20 às 24 horas, a ARS faz um balanço positivo da medida.

No final do primeiro semestre de 2006, a ARS implementou uma política no Centro de Saúde de Faro que, além de impor esta mudança no horário, incentivava o atendimento dos pacientes pelos seus médicos de família, em detrimento dos médicos de serviço no SAP.

Na altura, a ARS Algarve respondeu às críticas vindas de diversos quadrantes com a necessidade de acabar com a duplicação de serviços de urgência em Faro, articulando os existentes no centro de saúde e no hospital.

Com esta medida, justificavam, seria possível libertar recursos para a actividade assistencial e demover o recurso inadequado às urgências.

No seguimento desta decisão, anunciou a entidade, foi possível aumentar em 60 horas o período de atendimento aos utentes que ainda não têm médico de família.

Segundo valores libertados na passada semana pela ARS Algarve, o número de consultas assistenciais aumentou, nos cinco meses referidos deste ano, em mais de 4 mil e 300.

Já as consultas no SAP, no período das 8 às 20 horas, diminuíram. Em 2006 foram dadas menos 1715 consultas que em 2005, nos cinco meses estudados.

No mesmo período, as urgências do Hospital de Faro registaram um aumento no atendimento a utentes residentes no concelho de Faro.

Ao todo, foram efectuadas mais 470 consultas que nos mesmos cinco meses de 2005. Em 2005, no horário das 20 às 24 horas, foram atendidas mais de 3 mil pessoas no SAP.

Tendo em conta este indicadores, a ARS Algarve considera que os objectivos traçados estão a ser cumpridos e que há «uma melhoria da actividade programada e uma diminuição dos atendimentos em urgência».

Quanto à diminuição do número de consultas de urgência no Centro de Saúde, sem estar relacionada com um aumento proporcional do mesmo tipo de consulta no Hospital de Faro, significa que «não houve transferências significativas dos atendimentos SAP para a urgência hospitalar mas sim para as consultas dos médicos de família», acredita a ARS.

Anónimo disse...

O polonio ca p'ra mim andou à azeitona durante quatro anos e depois quando veio a S.Bras...perdeu-se...lol...coitado do homem ficou espantado com tanto progresso...


com espinhas

Anónimo disse...

Se a ARS vie-se com a conversa que o fecho dos SAP era mau, é que eu ficava admirado! É logico que interessa à ARS noticiar que o fecho dos SAP´s é muito bom, para a malta não se manifestar muito!
PROPAGANDA!... parecido à que os politicos fazem, e o ps de s.bras´é um excelente exemplo disso!

JJ

Anónimo disse...

Já agora contam mais quando?
Ou já não tem nada para contar!
Enfim os bloguistas no seu melhor!
Falam Falam falam mas não dizem nadaaaaaaaaaaa!

Jonas

Anónimo disse...

nada que te interesse ouvir!
he! he! he! he!


Sem espinhas

Anónimo disse...

Estes "Jonas" que aqui aparecem são demais!! é tudo mentira, não dizem nada, os bloguistas isto os bloguistas aquilo, mas não deixam de aparecer por cá para ler as novidades!! é um contra senso não é?

O Papa-Pedagogos
(a.k.a. Toma_Lá)

Anónimo disse...

O JONAS cà pra mim deve tar com o periodo...desperta-lhe o sentido da curiosiedade...lol


com espinhas

Anónimo disse...

quando eu quizer ir ao médico por causa das almorodias vou aonde

Anónimo disse...

Quando é que fecha o Centro de Saúde para acabar com esse coio de Comunistas, bloquistas, socialistas, e outros tachistas que sugam o erário público em milhões, e nada fazem para contribuir para a nossa saúde, cada vez mais doente!!!!

santanás

Anónimo disse...

Tava aqui a fazer contas de cabeça!
Deus queira que não me de uma camuéca por pensar tanto, agora que vai fechar o Centro de Saúde!... sim porque eu sou cliente lá!..Mas como dizia, estava aqui a pensar quantos dos comentaristas vão ao Centro de Saúde?... e quantos irão a clinica do dr "não-sei-o-que"?...
É facil falar quando se tem alternativa!


Gosma

a_gerencia disse...

Anônimo disse...

Se quiser postar um artigo e não um comentário como faço?

Terça-feira, 05 Dezembro, 2006

----------------------------------------

caro anónimo
Se desejar ver publicado um artigo seu no sbras.blog deve envia-lo por e-mail para a nossa redacção.
Obrigado pela participação.

a_gerencia

Anónimo disse...

Que as coisas estavam a funcionar mal? Estavam!
Que é preciso que as coisas melhorem? É!
Que não é necessário um hospital distrital em cada freguesia? Não!
Que as urgências ou serviço de atendimento permanente ou lá o raio que lhe queiram chamar, em S. Brás já funcionava mal, quando nem sequer por vezes funcionava porque não existia médico, ou porque não lhe apeteceu vir, ou porque está de greve ou porque sabe-se lá que mais? É verdade!

Esta politica do ministério da saúde que opta pela racionalização e pelo equilíbrio, etc, etc, tem as suas vantagens e tem os seu inconvenientes.
Vantagens porque como disse nos 1º e 2º parágrafos não pode haver um médico à porta de cada pessoa e como tal é necessário um equilibrio - no meio está a virtude!
Desvantagens porque estas medidas são baseadas em análises de "clusters" que são modelos numéricos de equilibrio e de planeamento - números apenas! - e com eles, ficamos confinados apenas à análise fria,racional/irracional dos números, que são muito bonitos quando se vê as coisas na óptica de uma cidade em que tudo está à mão e em que tudo é perto.

Esses modelos quando são passados para as zonas rurais como S.Brás, funcionavam espéctacularmente bem se, das duas uma, ou todos os habitantes do concelho moravam na Vila ou se, o concelho fosse todo ele homogéneo na sua repartição de população e nas condições de deslocação.
Ora como sabem, não podemos comparar a Cabeça do Velho com os Almargens, ou com o Peral nos mais variados aspectos! Quanto mais não seja porque uma ambulância sai dos Bombeiros, passa no Peral e logo a seguir está à entrada de Faro. E quando sabemos que a maioria da população serrana é idosa a coisa complica-se um pouco mais. Ou não é?!

E não me venham falar de médico de família. Um qualquer médico de família que só vê o seu paciente de ano a ano quando o gajo está doente e se estiver, baseia a sua análise em quê? Nas estrelas ou no vento norte? Tretas!

Tal como nós há por aí muitos concelhos do interior que devem ter um SAP ou urgência SEMPRE! Porque nem toda a gente vive nas cidades.
É também para isso que servem os impostos.
Felizmente para nós nem todos os funcionários do sistema de saúde são moinantes mas se lhes apertarem um pouco mais o cerco, vão ver que isto funciona melhor.
Já começo é a desconfiar até da camisa que tenho vestida mas, já pensaram a quem convém que o serviço de saúde esteja numa lástima?
Quantos de vocês fizeram um seguro de saúde apenas pelo receio de te que entrar num hospital normal sem conhecer ninguém lá dentro se estiverem doentes?
Pois é! Só isso assusta! Mais vale mesmo é morrer.
E depois pagam o seguro de saúde e este fica sem efeito apartir do 65 ou 70 anos que é quando começam a aparecer os males.

Ass: Fiquem Bem! ... e de saúde.

Anónimo disse...

Fiquem Bem! disse:

E não me venham falar de médico de família. Um qualquer médico de família que só vê o seu paciente de ano a ano quando o gajo está doente e se estiver, baseia a sua análise em quê? Nas estrelas ou no vento norte? Tretas!

--------

Espero que tenha seguro de saúde amigo! ouvi dizer que em s.bras apenas vai ficar a funcionar os médicos de familia ou seja só atendem os seus doentes, quem não tiver médico no centro de saúde não é atendido! todas as situações urgentes são mandadas para faro ou loulé!...
Parece que a nova filosofia do Estado para os Centros de Saúde mais pequenos é pô-los a funcionar no estilo dos Consultórios Privados! Aí dá-se umas consultas, faz-se prevenção e educação para a saúde, é o que que chamam cuidados primários de saúde.
Os de maior envergadura, que tenham outras condições tipo raio-x, analises, e outros meios para ajudar o diagnóstico de doentes, vão ser transformados em urgencias intermédias mais especializadas em atendimento urgente. Assim o governo pensa que vai deixar as urgencias dos Hospitais mais eficientes, pois em vez de os doentes irem dos centros de saude para o hospital, agora terão que passar pelas "urgencias intermedias" mais equipadas e preparadas.
Não sei se a mudança é boa ou má?!
Os velhotes e o tempo o dirá!

JJ
Boas Festas a Todos

Anónimo disse...

Ao JJ:

A filosofia que expões é 100% correcta. Conforme quis transmitir no meu post, trata-se apenas de equilibrar as coisas.
Criar urgências intermédias e acentuar a prevenção recorrendo ao médico de família, com um acompanhamento mais directo e com particular foco nas nossas zonas rurais recorrendo à unidades móveis de saúde que em vez de ser uma vez por mês, ser uma vez por semana "obrigando" as pessoas a preocuparem-se consigo próprias.
E se uma pessoa está mal, não precisará de ir à urgencia de S.brás para depois ser encaminhado para Loulé ou Faro perdendo tempo que nessas situações tanta falta faz. Em vez disso vai logo directo ao sítio certo, anulando todas as etapas de triagem e espera e de indecisão, porque certamente a generalidade dos bombeiros não terá conhecimentos suficientes para uma triagem eficaz e para poder decidir. Isso compete aos médicos. Certo?
Todo este pensamento está correcto.

Todos sabemos que nas horas de aflição queremos tudo ali à porta.

Pergunto: Em que horário passará a funcionar o Centro de saúde de S.Brás? Das 9 às 17H?
Qual o tempo de espera para as consultas?
Quantos médicos de família vai passar a ter? Para fazer o quê? Para quando fôr lá um velho a dizer que lhe dói as costas e ele dizer que não é nada e o velho ao sair dali morrer e se dizer que agora já não há mesmo nada?

Não estou a dár as mudanças por derrotadas à partida. Sou o primeiro a dizer que se racionalize todo esse sistema. Lá fora é também assim que se faz!
Quem tomou essa decisão baseou-se certamente no número de intervenções que foram necessárias sem causa de acidente, que ocorreram nos últimos anos em S.Brás atendendo à idade média das pessoas.
A minha preocupação é apenas saber com o que é que ficamos nesse edifício ao cimo do jardim.

Mantenho a minha: Apertem o cerco ao pessoal da saúde. Isto de dár consultas em consultórios privados para encaixar doentes nas filas de espera dos hospitais públicos está mal!
Isto de manter os aparelhos nos hospitais parados porque não há dinheiro para a manutenção ou para umas pilhas está mal. Depois abrem por aí umas clínicas que fazem muito trabalho à custa da inoperancia consentida dos hospitais. E todos comem! Os do PS, PSD, CDS e do PCP.

Respondendo: Não tenho seguro de saúde e nem tenho médico de família. Boa altura para pensar nisso!

Ass: Fiquem Bem! e Boas Festas